VEM SENHOR JESUS!

"Em verdade, em verdade vos digo: quem ouve a minha palavra e crê naquele que me enviou tem a vida eterna e não incorre na condenação, mas passou da morte para a vida". (Jo 5,24).

SEJAM BEM VINDOS À ESSA PORTA ESTREITA DA SALVAÇÃO

"Uma só coisa peço ao Senhor e a peço incessantemente: é habitar na casa do Senhor todos os dias de minha vida, para admirar aí a beleza do Senhor e contemplar o seu santuário". (Sl 26,4).

segunda-feira, 21 de janeiro de 2019

SEDE MISERICORDIOSOS...


PEQUENO SERMÃO DE CADA DIA (Mc 2,18-22)(21/01/19)
.
Caríssimos, frequentemente somos tentados a olhar o modo de viver do próximo esquecendo do nosso. No entanto, essa atitude nos desliga da vontade do Senhor, pois querer o seu querer é sermos misericordiosos com os outros como Ele é misericordioso conosco, e nunca ceder à tentação do julgamento de valor, pois Ele nos ensinou a amar-nos, como vemos no Evangelho de São João: "Amai-vos uns aos outros como eu vos tenho amado."
.
Em se tratando da vivência da fé, a prática dos exercícios espirituais só têm sentido quando vividos como meio de conversão de si mesmo, caso contrário, torna-se motivo de julgamento e condenação dos que não se exercitam do mesmo modo, bem como vimos no Evangelho de hoje. Ora, ao rejeitar tal atitude o Senhor mostrou aos que estão preocupados com a não prática de jejum dos outros, que isto os impedia de colherem os frutos do próprio jejum. De fato, exigir que os outros sejam santos sem sermos santos, é o mesmo que nada.
.
Com efeito, os exemplos de vida de Jesus e de Maria, e por consequência os daqueles que os seguiram fielmente e que a Igreja proclamou santos, são os únicos à serem seguidos sem medo de cometermos erros. De fato, o caminho que nos leva ao céu é Cristo que por sua obediência à vontade do Pai nos libertou do pecado e de todo o mal, que o pecado causa.
.
Meditemos, então, o que nos diz a primeira leitura da liturgia de hoje: "Mesmo sendo Filho, [Jesus] aprendeu o que significa a obediência a Deus por aquilo que ele sofreu. Mas, na consumação de sua vida, tornou-se causa de salvação eterna para todos os que lhe obedecem."
.
Paz e Bem!
.
Frei Fernando Maria OFMConv.

domingo, 20 de janeiro de 2019

O MILAGRE DAS BODAS...


Homilia do 2° Dom do tempo comum (Jo 2,1-11)(20/01/19)
.
Caríssimos, a fé transpõe a natureza, assim como a vida divina sobrepõe a vida natural nos levando à felicidade eterna. Ora, tudo o que somos, vemos e temos são obras das mãos de Deus, porque tudo é expressão de sua bondade, beleza e perfeição; não crer nessa verdade é viver sem nenhuma esperança do encontro com Ele na vida eterna.
.
É certo que o pecado humano tem causado muitas tragédias na face da terra, levando à perdição muitas almas que se deixam enganar pelas tentações do maligno. Todavia, o Senhor nunca nos deixou sozinhos, pelo contrário, por Seu Filho, Jesus Cristo, veio em nosso auxílio para levar à bom termo a obra que aqui começou e que tem seu fim na sua glória eterna.
.
A liturgia de hoje é a revelação de como o Senhor nos ama e demonstra isso pelas mais diversas graças sobre nós derramadas, à exemplo do primeiro milagre de Jesus nas bodas de Caná da Galileia por intercessão de Sua Mãe, Maria Santíssima. Essa sua ação significa a renovação de todas as coisas, que só é possível mediante a Teofania Divina (ação direta de Deus).
.
Ora, todas as palavras e gestos de Jesus têm um profundo significado teológico, espiritual e salvífico; desse modo, a festa das bodas representa a aliança de amor entre Deus e o seu povo; a água transformada em vinho, representa os Sacramentos da Igreja, sinais visíveis de nossa salvação, pois ao morrer na cruz o Senhor verteu sangue e água do seu Divino Coração ferido pelos nossos pecados.
.
Conclusão: Caríssimos, Jesus não faz milagre por fazer ou por marketing, mas, porque é uma expressão do poder de Deus que nos liberta de todo o mal que existe neste mundo e que causa tanta tristeza e desolação. Então, qual é a função desse primeiro milagre de Jesus? Reforçar a fé dos discípulos, revelar o poder da intercessão de Nossa Senhora e gerar a verdadeira alegria em nossas almas como gerou naqueles que dele participaram.
.
Paz e Bem!
.
Frei Fernando Maria OFMConv.

sábado, 19 de janeiro de 2019

VOCAÇÃO...


PEQUENO SERMÃO DE CADA DIA (Mc 2,13-17)(19/01/19)
.
Caríssimos, a palavra vocação é sumamente importante em nossa vida, porque fundamenta a nossa existência dentro do plano de Deus para a nossa salvação. Ela vem do termo latino "vocare" que significa chamar ou chamado à realizar ou cumprir uma missão que nos é confiada por Deus; como vimos no Evangelho de hoje onde Jesus chama Mateus, "Segue-me" e ele prontamente aceita e deixa tudo para segui-lo, tornando-se o grande evangelista, autor do primeiro Evangelho.
.
De fato, todos os cristãos têm sua vocação específica no seio da Igreja, ou seja, são chamados pelo Senhor que lhes confia missões a serem cumpridas durante sua estadia neste mundo. Foi assim com os nossos primeiros pais na fé ainda na Antiga Aliança e também na Nova da qual fazem parte todos os batizados. Ora, toda vocação começa com um chamado especial que o Senhor faz à alma que o escuta em oração. Nada se compara a isso, pois é pura inspiração do Espírito Santo, e com o tempo vai amadurecendo, dando os frutos do chamado.
.
No entanto, existe uma vocação comum à todos, é a de evangelizadores, ou seja, de anunciadores da boa nova da salvação que Jesus veio trazer à humanidade. De fato, estamos à caminho do céu e por onde passamos nesse caminho anunciamos o Senhor por palavras e por obras e assim cumprimos a nossa missão de testemunhas de Sua Ressurreição.
.
Caríssimos irmãos e irmãs, dentro das vocações específicas se encontra a vida religiosa consagrada nas mais diversas ordens e congregações; a vida consagrada leiga nas novas comunidades ou não; a vida matrimonial; a vocação sacerdotal e os mais diversos ministérios no seio da Igreja, formando assim o Novo Povo de Deus à caminho do Reino dos Céus.
.
Paz e Bem!
.
Frei Fernando Maria OFMConv.

sexta-feira, 18 de janeiro de 2019

A CURA O CORPO E A ALMA...


PEQUENO SERMÃO DE CADA DIA (Mc 2,1-12)(18/01/19).

Caríssimos irmãos e irmãs, as obras de Deus são perfeitas e perfeitos são os seus caminhos, quem anda nos caminhos do Senhor, encontra Nele abrigo e proteção. Ora, quem poderá ver o Senhor face a face? Todos os que observam a Sua Palavra, como reza o salmista: "Senhor, quem morará em vossa casa e no vosso monte santo, habitará? É aquele que caminha sem pecado e pratica a justiça fielmente; que pensa a verdade no seu íntimo e não solta em calúnias sua língua. Sobre esse desce a bênção do Senhor, a recompensa de seu Deus e Salvador."
.
A primeira leitura de hoje fala de um repouso que o Senhor reserva como herança para aqueles que o amam. Ora, Deus é o único e Supremo Bem de nossa vida, e amá-lo de todo coração, com toda a nossa força, com todo o nosso entendimento e com toda a nossa alma é o que nos faz permanecer Nele até o fim. De fato, amar a Deus é obedecê-lo, é guardar os Seus mandamentos e assim tornar-se Sua morada (cf. Jo 14,23; 1Jo 5,1-3).
.
No Evangelho de hoje Jesus anunciava a boa nova da salvação à uma imensa multidão, quando lhe apresentaram um paralítico que quatro homens desceram de sobre o teto devido o difícil acesso ao lugar onde se encontrava.
.
Ao ver a fé com que praticavam tal caridade, perdoou imediatamente o paralítico curando a paralisia de sua alma; todavia, como foi contestado e acusado de blasfêmia por causa do perdão consentido, respondeu aos seus acusadores curando também a paralisia física como prova de sua divina misericórdia.
.
Caríssimos, a fé nos leva sempre ao encontro do Senhor, sejam quais forem as provações que enfrentamos. Todavia vale lembrar que a fé é um dom do Espírito Santo e não um ente de razão com o qual se julga as ações divinas e as humanas. De fato, no dia que o ser humano passar cinco minutos sem nada julgar, serão cinco minutos de paz total. Então, não passemos somente cinco minutos, mas toda a nossa vida em obediência ao que disse o Senhor (cf. Lc 6,36-38).
.
Paz e Bem!
.
Frei Fernando Maria OFMConv.

quinta-feira, 17 de janeiro de 2019

TRABALHAI NA VOSSA SALVAÇÃO...


PEQUENO SERMÃO DE CADA DIA (Mc 1,40-45)(17/01/19).
.
Caríssimos, começo esta reflexão de hoje com uma citação do Profeta Habacuc, dando continuidade à meditação do Salmo responsorial dessa liturgia: "Eis que sucumbe o que não tem a alma íntegra, mas o justo vive por sua fidelidade." De fato, a fé é um dom do Espírito Santo, por ela, como disse o Senhor, tudo podemos alcançar: "Tudo é possível ao que crê." (Mc 9,23b).
.
Na primeira leitura de hoje, apesar daquele povo ter visto e vivido os prodígios do Senhor, o tentaram pela infidelidade, ameaçando se afastar de seus caminhos caso ele não lhes satisfizesse seus instintos. Ora, essa atitude é uma imposição sem razão de ser, na verdade, é um desrespeito e falta amor; um não reconhecimento das maravilhas que o Senhor havia realizado em suas vidas.
.
De fato, crer no Senhor é manter o coração sempre aberto para Ele realizar os seus desígnios à nosso respeito, pois sabe o que é melhor para a nossa vida e salvação. Eis o escreveu São Paulo sobre isso: "Assim, meus caríssimos, vós que sempre fostes obedientes, trabalhai na vossa salvação com temor e tremor... Porque é Deus quem, segundo o seu beneplácito, realiza em vós o querer e o executar."
.
"Fazei todas as coisas sem murmurações nem críticas, a fim de serdes irrepreensíveis e inocentes, filhos de Deus íntegros no meio de uma sociedade depravada e maliciosa, onde brilhais como luzeiros no mundo, a ostentar a palavra da vida."
.
Conclusão: Meditando o Evangelho de hoje, vemos que muitas vezes as pessoas buscam as graças de Deus, mas não são fiéis às suas Palavras, ou seja, fazem seus pedidos, recebem as graças, mas não lhe obedecem, por continuarem seguindo os próprios caprichos. Por isso, disse o Senhor: "não entrarão no repouso prometido" (cf. Hb 3,11).
.
Paz e Bem!
.
Frei Fernando Maria OFMConv.

quarta-feira, 16 de janeiro de 2019

O PODER DA INTERCESSÃO...


PEQUENO SERMÃO DE CADA DIA (Mc 1,29-39)(16/01 /19)
.
Caríssimos, em meio ao mistério da vida que vivemos, o Senhor nos dá a conhecer que bem é bem e mal é mal, e tudo o que diz respeito ao mal se destina à perdição eterna, ou seja, à não comunhão com Deus eternamente. A primeira leitura de hoje nos mostra que Jesus veio a este mundo para nos libertar de todo o mal que está presente no pecado e de seu resultado, a morte; diz o texto: "Visto que os filhos têm em comum a carne e o sangue, também Jesus participou da mesma condição, para assim destruir, com a sua morte, aquele que tinha o poder da morte, isto é, o diabo, e libertar os que, por medo da morte, estavam a vida toda sujeitos à escravidão."
.
Com efeito, esse modo de agir de Deus nos ajuda a compreender que tudo em Jesus é justo, é Santo, pois Ele nunca busca a própria vontade, mas a vontade do Pai que o enviou (cf. Jo 5,30); por isso, ao se fazer um de nós, o Senhor nos faz passar da morte para a vida por sua morte e ressurreição, quebrando assim a hegemonia do pecado e do poder do inferno, para nos fazer participantes de Sua Santidade.
.
No Evangelho de hoje Jesus cura a sogra de Pedro por intercessão dele e dos outros Apóstolos, nos ensinando com isso o imenso poder da oração cada vez que o invocamos a favor daqueles que amamos. Diz o texto: "A sogra de Simão estava de cama, com febre, e eles logo contaram a Jesus. E ele se aproximou, segurou sua mão e ajudou-a a levantar-se. Então, a febre desapareceu; e ela começou a servi-los." Depois disso, curou à muitos e expulsou os demônios de outros; e se dedicou ele mesmo à oração, seu meio mais precioso de comunhão com o Pai.
.
Conclusão: Caríssimos, quanta graça, quanta alegria e felicidade de termos Jesus conosco presente na Eucaristia bem ao nosso alcance. Portanto, à Ele invoquemos em favor de todos aqueles que amamos.
.
Oremos: Senhor Jesus Cristo, que quisestes ficar bem perto de nós no Santíssimo Sacramento, vos pedimos, daí Senhor vosso auxílio e proteção e a cura de todos os males do corpo e da alma àqueles por quem rogamos nesse momento, vós que sois Deus com o Pai na unidade do Espírito Santo! Amém!
.
Paz e Bem!
.
Frei Fernando Maria OFMConv.

terça-feira, 15 de janeiro de 2019

INÍCIO DA MISSÃO SALVÍFICA DE CRISTO...


PEQUENO SERMÃO DE CADA DIA (Mc 1,21b-28)(15/01/19)
.
Caríssimos, nós que estamos nesse vale de lágrimas, nesse tempo de prova, passamos pelas mais diversas provações e desafios da fé que praticamos; no entanto, Deus que nos conhece perfeitamente, nunca nos deixa sozinhos, por isso, nos socorre sempre que à Ele recorremos. Ora, vivemos num mundo em constantes tensões, guerras, mortes e todo tipo de pecados aqui praticados; de fato, se o Senhor não estivesse ao nosso lado, nenhuma criatura existiria mais.
.
Com efeito, em sua regra monástica assim escreveu São Basílio: "Ora, o pecado se define como o mau uso, o uso contrário à vontade de Deus daquilo que ele nos deu para o bem. Pelo contrário, a virtude, como Deus a quer, é o desenvolvimento destas faculdades que brotam da consciência reta, segundo o preceito do Senhor." Desse modo, entendemos que a coerência ou perfeita obediência é uma das virtudes que faz a alma transparecer as graças recebidas de Deus, mantendo-a imersa Nele.
.
A liturgia de hoje trata do início da missão salvífica de Cristo, de como ensinava com autoridade a Boa Nova da salvação, e de como expulsava os demônios não os deixando anunciar nada à seu respeito. De fato, à medida que acolhemos o senhorio de Jesus em nosso viver, acolhemos a Sua Vontade e por Ela testemunhamos que Ele reina em nosso meio.
.
Conclusão: Caríssimos, todo o poder sobre o céu e sobre a terra pertence somente a Deus, e por isso, ninguém pode usurpa-lo do Senhor; aí daqueles que usam os seus dons para a prática do mal, esses jamais verão a sua face. É bem como escreveu o Salmista: "Levanta-se Deus: eis que se dispersam seus inimigos, e fogem diante dele os que o odeiam. Eles se dissipam como a fumaça, como a cera que se derrete ao fogo. Assim perecem os maus diante de Deus. Os justos, porém, exultam e se rejubilam em sua presença, e transbordam de alegria."
.
Paz e Bem!
.
Frei Fernando Maria OFMConv.

segunda-feira, 14 de janeiro de 2019

O ENCONTRO COM O SENHOR...


PEQUENO SERMÃO DE CADA DIA (Mc 1,14-20)(14/01/19)
.
Caríssimos, Jesus é Deus e está sempre presente em todos os momentos de nossa vida por sua Divina Onipresença, e sempre nos ajuda por Sua Divina Providência; é Ele também quem nos conduz por meio de seus escolhidos, que no Evangelho de hoje, chamou de "pescadores de homens".
.
Ora, "o Senhor é o mesmo ontem, hoje e por toda a eternidade" como escreveu São Paulo (cf. Hb 13,8). Desse modo, a Sua Palavra, é Ele mesmo falando conosco, por isso, meditar o que Ele diz nos Santos Evangelhos é permanecer em profunda comunhão com a vontade do Pai, de quem Ele disse à Filipe: "Crede-me: estou no Pai, e o Pai em mim. Eu e o Pai somos um."
.
De fato, todos os dias interagimos com muitas pessoas seja na própria família, no trabalho, nas redes sociais ou em outros meios de comunicação. Mas, e com Jesus? Quanto tempo do nosso dia damos à Ele? Com efeito, quem encontra o Senhor e com Ele dialoga, está sempre em paz, não obstante o mundo agitado em que vivemos. De fato, encontrar Jesus em nossa oração e interagir com Ele, como nos acostumamos interagir entre nós, é tê-lo conosco em todas as situações de nossa vida.
.
É bem como nos ensinou São Paulo: "Alegrai-vos sempre no Senhor. Repito: alegrai-vos! Seja conhecida de todos os homens a vossa bondade. O Senhor está próximo. Não vos inquieteis com nada! Em todas as circunstâncias apresentai a Deus as vossas preocupações, mediante a oração, as súplicas e a ação de graças. E a paz de Deus, que excede toda a inteligência, haverá de guardar vossos corações e vossos pensamentos, em Cristo Jesus."
.
Paz e Bem!
.
Fr Fernando Maria OFMConv.

domingo, 13 de janeiro de 2019

FESTA DO BATISMO DO SENHOR...


Homilia da Festa do Batismo do Senhor (Lc 3,15-16.21-22)(13/01/19)
.
Caríssimos, hoje a Igreja celebra a Festa do Batismo do Senhor. Com efeito, Seu Santo Batismo é repleto dos sinais que nos leva à compreender o cerne desse Sacramento, pois Jesus é Deus e pede o Batismo para santificar a água e todos os que forem batizados, cumprindo assim toda a justiça; para enviar o dom do Espírito Santo ao coração dos neos (novos) batizados e os fazer participantes de sua natureza divina por meio do Seu Corpo Místico, a Igreja.
.
Eis, então, os sinais significativos do Santo Batismo do Senhor e também do nosso: o céu se abre, visto que estava fechado por causa do pecado; o Espírito Santo desce sobre Jesus em forma de pomba, símbolo da reconciliação e da paz que o Senhor nos traz; o Pai se faz ouvir à todos por sua teofania, ou seja, sua ação direta: “Tu és o meu Filho amado, em ti ponho o meu bem-querer”.
.
Caríssimos irmãos e irmãs, no coração de uma pessoa batizada não existe espaço para a dúvida ou para o medo, porque recebeu o dom do amor de Deus, o Espírito Santo, Paráclito. De fato, como escreveu São João: "Deus é amor e quem ama permanece em Deus e Deus permanece nele." "Conservemos, então, sempre viva a memória do nosso Batismo. Alí estão as raízes de nossa vida em Deus, as raízes de nossa vida eterna!"
.
Oremos: "Deus eterno e todo-poderoso que, sendo o Cristo batizado no Jordão, e pairando sobre ele o Espírito Santo, o declarastes solenemente vosso Filho, concedei aos vossos filhos adotivos, renascidos da água e do Espírito Santo, perseverar constantemente em vosso amor. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo." Amém!
.
Paz e Bem!
.
Frei Fernando Maria OFMConv.

sábado, 12 de janeiro de 2019

HUMILDADE E OBEDIÊNCIA...


PEQUENO SERMÃO DE CADA DIA (Jo 3,22-30)(12/01/19)
.
Caríssimos irmãos e irmãs, Deus é Único autor e Senhor de todas as coisas, à Ele todas as criaturas devem o ser e o existir em meio à criação; sem Ele nada subsiste, e quem não vive em comunhão com a Sua vontade, se desliga do Seu amor, perdendo totalmente o sentido de ser, se destinando ao caos eterno que cultivou. Porém, enquanto a humanidade aqui existir, haverá sempre esperança e nem tudo está perdido, pois, Sua Divina Misericórdia é o porto segura para as almas que desejam serem salvas.
.
São Paulo, se referindo a isso, escreveu: "Mas quando veio a plenitude dos tempos, Deus enviou seu Filho, que nasceu de uma mulher e nasceu submetido a uma lei, a fim de remir os que estavam sob a lei, para que recebêssemos a sua adoção. A prova de que sois filhos é que Deus enviou aos vossos corações o Espírito de seu Filho, que clama: Aba, Pai! Portanto já não és escravo, mas filho. E, se és filho, então também herdeiro por Deus."
.
Ora, São João, na primeira leitura de ontem, nos deu exatamente o entendimento do que significa essa vinda de Jesus, disse ele: "Aceitamos o testemunho dos homens. Ora, maior é o testemunho de Deus, porque se trata do próprio testemunho de Deus, aquele que ele deu do seu próprio Filho. E o testemunho é este: Deus nos deu a vida eterna, e esta vida está em seu Filho. Quem possui o Filho possui a vida; quem não tem o Filho de Deus não tem a vida. Isto vos escrevi para que saibais que tendes a vida eterna, vós que credes no nome do Filho de Deus."
.
Caríssimos, no Evangelho de hoje, São João Batista compreendeu perfeitamente qual era a finalidade de sua missão, e quando desafiado à se opor à missão de Jesus, respondeu: "Ninguém pode receber alguma coisa, se não lhe for dada do céu. Vós mesmos sois testemunhas daquilo que eu disse: ‘Eu não sou o Messias, mas fui enviado na frente dele’. Esta é a minha alegria, e ela é completa. É necessário que ele cresça e eu diminua”.
.
Ora, o nome dado à esta postura de São João Batista, é: obediência sem limites, humildade à toda prova, ou seja, é a mesma postura de Maria Santíssima quando da encarnação do seu Filho, nosso Senhor, Jesus Cristo: "Eis aqui a serva do Senhor, faça-se em mim segundo a tua palavra."
.
Paz e Bem!
.
Frei Fernando Maria OFMConv.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...